Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Menos de 10 passos para criar a identidade visual da sua empresa.


Todos sabem que um bom design é fundamental para criar a identidade da marca. O que deixa o empreendedor em dúvida é outra questão: como um crio um design que traduza o conceito da minha empresa? Mark McNeilly, professor da Kenan-Flagler Business School e colunista da Fast Company, tem a resposta. Ele listou oito princípios fundamentais para criar a identidade visual para a sua marca.

  1. O primeiro passo é perceber que marca e design são inseparáveis. Quando você cria uma marca, a intenção é que ela provoque uma reação forte no público, que passe a reconhecê-la de imediato. Se você conseguir que duas ou mais pessoas tenham a mesma reação, é sinal de que a sua marca tem força. Em muitos casos, essa reação do público está diretamente relacionada ao design. Então, pare de separar as coisas: para todos os efeitos, design e marca são exatamente a mesma coisa.

  2. Já que design e marca são a mesma coisa, passe a integrar completamente os dois conceitos. A essência da sua marca tem que estar no design, sempre. Tudo que a Apple representa para o mundo está representando no design de seus produtos. Se você tirar o logo de um BMW, ainda vai saber que é um BMW.

  3. Lembre-se: para criar uma identidade visual forte, você precisa estabelecer uma relação emocional com as pessoas. Essa é, em grande parte, a função dos designers. Eles têm que incorporar os valores e objetivos da companhia, e daí transformá-los de maneira a criar uma conexão com o consumidor.

  4. O design tem que fazer parte da estratégia da empresa desde o começo. Não é o caso de montar o negócio e só depois pensar no design. Você tem que levar em conta a identidade visual no momento em que escreve o plano de negócio. A marca da Samsung só ficou poderosa depois que o design virou uma prioridade.

  5. Chame os designers a participar das reuniões e acompanhar os processos de decisão da empresa. Bons designers sabem fazer as perguntas certas para criar soluções inovadoras. Quem sabe eles não estimulam a inovação nos outros funcionários?

  6. Simplicidade é a chave. Nada de incentivar os designers a terem ideias cada vez mais mirabolantes. Quanto mais simples e mais conectadas com a essência da empresa, melhor.

  7. Use o design para reinventar continuamente a marca. Mesmo que tenha achado soluções interessantes para compor a identidade visual, saiba que seu trabalho não terminou. Hoje, as marcas precisam se reinventar o tempo todo. O melhor exemplo talvez seja o Google, que muda o seu logo constantemente, para adequá-lo a ocasiões especiais.

  8. Sua marca pode fazer diferença no mundo, encorajando as pessoas a se envolverem com questõs sociais e ambientais. E o design pode ser parte disso. Se o seu time conseguir criar um visual que torne o tema da sutentabilidade acessível e divertido, você terá meio caminho andado.

 

 

 

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Todos sabem que um bom design é fundamental para criar a identidade da marca. O que deixa o empreendedor em dúvida é outra questão: como um crio um design que traduza o conceito da minha empresa? Mark McNeilly, professor da Kenan-Flagler Business School e colunista da Fast Company, tem a resposta. Ele listou oito princípios fundamentais para criar a identidade visual para a sua marca.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Tem dias em que nem o mais produtivo dos empreendedores consegue sair do escritório com a sensação de missão cumprida. Normalmente, num dia de estafa ou procrastinação, é necessário fazer uma espécie de negociação com si mesmo para conseguir realizar tarefas. Em outras palavras, se convencer a chacoalhar a poeira e começar o trabalho.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Imagem EstratégicaA estratégia das empresas do Guia para manter um time satisfeito e um bom clima em tempos de crescimento acelerado dos negócios.

Em 2005, o ano de estreia do Laboratório Sabin no Guia, seu time mal passava dos 300 funcionários. Quatro anos depois, duas outras estreantes entraram para o grupo de elite — a GVT, com aproximadamente 4 500 funcionários, e a EcoRodovias, com quase 1 500.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

5 lições de uma barraca de limonada para vender mais.
Negócios de crianças nos EUA obedecem a fundamentos que devem ser adotados em qualquer negócio brasileiro.

Por mais que não existam no Brasil, as barraquinhas de limonada são bastante conhecidas por aqui. Mostrada a nós em vários filmes americanos, elas são o primeiro empreendimento de muitas das crianças de lá. De acordo com Eric Holtzclaw, um empreendedor serial e escritor americano, as barracas de limonada mostram que é possível atingir ganhos bem maiores do que o investimento inicial baseado em uma série de princípios.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Imagem EstratégicaErros de grafia, deuses, gírias e superstições serviram de inspiração para marcas hoje fortes e bilionárias.

Starbucks

A rede de cafeterias americana representada pela sereia de duas caudas teve seu nome inspirado em parte pelo personagem Starbuck, do livro Moby Dick. Segundo o fundador Gordon Bowker, em 1971, a rede passou perto de ser batizada de "Cargo House". Mas ele foi aconselhado por um amigo (publicitário) a investir em nomes iniciados com as letras "St", que formariam palavras poderosas.