Criando uma Startup do Zero

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

 O Guia Definitivo!

 


Você tem a ideia, tem o sonho, mas não sabe por onde começar? Hoje, temos mais de 10.000 startups no Brasil. Um dia todas elas estiveram onde você está, tentando responder uma pergunta de como criar uma startup. Mas elas conseguiram e… você também conseguiu!

O que vamos apresentar aqui não é nenhuma fórmula secreta. É um conjunto de práticas desenvolvidas por Steve Blank, Eric Ries, Alex Osterwalder e outros empreendedores que atingiram o sucesso.

Criar uma inicialização passa por algumas fases:

 
1. Desenvolvimento da ideia

Conheça seu mercado, competição, apoiadores, necessidade, em resumo, como ele funciona.

2. Geração de hipóteses

Como você vai monetizar, quem são seus consumidores, como você vai se conectar com eles, quais recursos e atividades você supõe que será necessário?

3. Validação

Essa é a hora em que você testa suas hipóteses de modelo de negócios e aprende com elas.

4. Comece tudo de novo ou produza seu MVP

A validação serve para você aprender, entender o que funciona ou não e gerar novas hipóteses. Passando essa fase é hora de montar seu MVP.

Esses são os primeiros passos. Depois, você vai ter que olhar para:

Marketing
Vendas
Contratação
Investimento
Contabilidade
Regulamentação

 

Nós vamos te ajudar durante esse processo também.

Como transformar minha ideia em startup?
O que você sabe sobre o mercado em que quer atuar?

Esse é o primeiro passo para ir da ideação à validação.

Sem sentido o mercado que você está entrando você não vai conseguir formular hipóteses e prosseguir com a criação do negócio. O que você precisa responder nessa fase é:

 

Quais são as tendências?
O que ainda não foi resolvido nesse mercado?
Quem são esses players?
Existem grandes players e pesquisas que te ajudem a entender o tamanho desse mercado?
Quais as principais referências do setor?
Se você já está inserido no mercado em que quer criar a startup, melhor! Significa que você sabe mais sobre ele. Se não é hora de pesquisar e depois ir para a segunda fase: entender o problema.

 

Dica: Já faça uma planilha com seus possíveis concorrentes, seu pontos fortes e fracos, público-alvo que eles exploram e nichos inexplorados. Isso te ajuda a organizar visualmente muita informação que às vezes só está na sua cabeça.

Criar uma startup: o problema
Toda startup resolve um problema! Vamos ver alguns exemplos?

Antes do uber você não tinha um jeito rápido de chamar um táxi, de saber a reputação do motorista ou até mesmo quanto ia custar a corrida. Agora, você sabe!

Com o netflix você tem acesso a conteúdo original para ver quando, quanto e como você quiser a um baixo custo. Antes você tinha que ir a uma locadora ou pagar um pay per view, com o netflix o problema está resolvido.

Isso só para ficarmos em exemplos mais famosos.

Agora, para encontrar e validar seu problema só existe um caminho: ir para a rua e falar com os clientes! Sem timidez, sem medo de levar não. VÁ PARA RUA.

Como? Existem inúmeras maneiras de fazer isso. Vamos propor duas, mas o céu é o limite.

Validação do problema
Startup Weekend para iniciar um negócio

O Startup Weekend é uma iniciativa da Techstars desenvolvida para te ajudar a criar um negócio em um fim de semana. Rápido, não?

Ao longo de três dias você passa da fase de ideação, monta um time, valida sua ideia e apresenta um pitch para uma banca de jurados. O grande valor do evento é que durante os três dias você coloca a mão na massa com ajuda de mentores e uma equipe.

Se você não tem uma ideia, lá também é um bom lugar para conhecer pessoas e entender passo a passo da criação de um novo negócio.


Entrevistas

Você também pode ir para a boa e velha entrevista.

Seu objetivo nessa fase é conhecer melhor seu público e entender se o que você propõe é realmente um problema para ele.

Vamos propor um exercício imaginário:

O problema que sua startup quer resolver é a dificuldade de rachar uma conta entre amigos. Seja para comprar um presente no trabalho, organizar uma viagem para praia ou um churrasco de fim de semana.

 
O que você precisa fazer?

Estabeleça uma meta, podem ser 10, 15 ou 20 entrevistados. Quem vai decidir isso é você!
Depois divida essa meta por dias ou semanas e liste os possíveis clientes ou entrevistados.
Em um exemplo mais amplo como o nosso, você pode ir atrás dessas pessoas na rua. Se você for uma startup B2B pode encontrá-lo no linkedin, e-mails corporativos, usando o email hunter, etc… o importante não é como você vai achá-lo, mas convencê-los a te escutar.

Você vai ouvir alguns nãos. Essa é uma realidade para a qual você deve se preparar. Claro… assim como você vai ouvir nãos, você vai ouvir sim de algumas pessoas e isso faz tudo valer a pena.

Validando sua startup na prática
Crie um e-mail ou mensagem introdutória explicando porque a pessoa deveria dedicar seu tempo a você.
Crie um roteiro de perguntas que te ajude a validar sua ideia
Crie uma tabela contrastando problema x solução atual x solução proposta
Agrupe as opiniões dos clientes. O que elas têm em comum, o que elas divergem?
O importante é entender os problemas e descobrir se a sua solução resolve um dos 3 principais problemas.

Continuando no nosso exemplo, vamos supor que fizemos as entrevistas e os principais problemas são:

Conseguir ser pago por todos
Dividir igualmente o valor
Evitar problemas com transferência entre diferentes bancos
Fazer cobranças não invasivas

Se a solução proposta não resolve nenhum deles. É hora de reformular!


Geração de hipóteses

Depois de conversar com seu cliente e entender o seu mercado, você vai começar a gerar hipóteses sobre ele a partir dos insights das conversas

Você precisa supor qual:

Qual seu cliente
Qual a melhor prova de valor para ele
Quem são seus parceiros-chave
Quais canais de distribuição você vai usar
Quanto seu negócio vai custar
Quanto você vai lucrar
Suas principais atividades
Como vai ser seu relacionamento com o cliente
Apesar de todos esses itens serem hipóteses eles devem refletir a 1° realidade da sua startup. Você deve estar se perguntando, como organizar tudo isso?

 


Validação

Construiu suas hipóteses? Chegou a hora de tentar vendê-las. Calma aí, mas já?
Sim! A melhor forma de provar que seu produto tem valor é vendê-lo. Para isso você pode usar muitas estratégias e não precisa ter necessariamente o produto pronto.

O que você precisa validar aqui não são as features ou o layout, mas sim seu público, canais e proposta de valor.

Por exemplo:

Se você está pensando em vender um novo tipo de disparador de e-mails. Tudo o que você precisa fazer é iniciar uma campanha para pessoas que você acredita que sofram do mesmo problema que você e ver se elas se interessam em pagar.

Se você conseguir vendas, produza. Se não, tudo que você precisa fazer é se desculpar.

A checkmaid, uma startup que facilita a conexão com serviços de limpeza, criou uma landing page oferecendo o produto antes mesmo de um diarista cadastrado na plataforma. Eles anunciaram e quando viram a demanda crescer foram atrás de fazer o produto acontecer.


Durante todo o período de validação, você vai aprender com o seu cliente. Isso é o que vai te ajudar a entender qual o melhor caminho para o seu negócio. Encontre as fraquezas, a melhor abordagem, os melhores canais e fortaleça-os. Não deixe que essa fase de pesquisa o desamina na busca por ser dono do seu próprio negócio. Às vezes tudo que você precisa é uma pequena mudança para alcançar o sucesso.

 

 

 

 

 

Fonte: Blog do Google

Destaques

Índices Financeiros

Em tempo real.
I n v e s t i n g . c o m

Bolsas de Valores
Commodities
Principais Ações
Resultados Divulgados

Cotação Real (R$)
Criptomoedas

Calendário Econômico

Comunidade Almes

revistas em quadrinhos.
digitalizadas e gratuitas.
♥ ♥ ♥ diversos modelos...!!!


Representante, entre aqui!