Constante Desenvolvimento

Imprimir
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Dicas para empreender e manter o negócio em constante desenvolvimento.

Eventos como o Startup Summit são essenciais e potencializam as oportunidades por reunir desde startups até investidores e participantes internacionais.

Durante o Startup Summit, evento realizado pelo Sebrae entre 15 e 16 de agosto, em Florianópolis, muitos foram os momentos de inspiração e aprendizado. Dentre todas as atividades, destaco insights interessantes para quem está começando a empreender ou quer manter o negócio em constante desenvolvimento. Nosso ecossistema está se expandindo, atingindo terras internacionais, precisamos cada vez mais estar preparados e alinhados.

Apaixone-se e não tenha medo

Uri Levine, fundador da Waze, nos inspirou dizendo que empreender é como se apaixonar. Você precisa estar completamente apaixonado pelo problema que quer resolver. A jornada empreendedora é de fracassos e quanto antes esse erro acontecer, antes pode-se tomar alguma iniciativa a respeito. E é aí que entra a paixão, sem estar apaixonado e querendo resolver de verdade algum problema, o empreendedor pode não aguentar a frequência de fracassos implícita ao início da jornada.

Foque no cliente

O cliente precisa estar no centro das ações das empresas. Lincoln Murphy, idealizador da cultura de customer success (CS), disse que o crescimento pode ser exponencial se isso ocorrer. As empresas precisam evoluir e se adaptar em conjunto com os consumidores. É importante manter isso alinhado, porque se você trata mal os funcionários ou os clientes, eles podem compartilhar isso com a comunidade e o fracasso é certo.

Diversifique

Constantemente falo sobre a importância da diversidade nos times e tivemos alguns momentos interessantes para discutir esse valor tão importante, que por vezes é deixado de lado nas empresas. Uma de nossas palestrantes, Talita Matos, do Impact Hub, destacou que a cultura das empresas precisa estar preparada para acolher a diversidade.

Tania Gomes Luz, da GirlBoss e da Associação Brasileira de Startups (ABStartups), disse que empreendedorismo não tem gênero. Homens e mulheres devem ter as mesmas oportunidades, nosso ecossistema tem muito a ganhar por meio da troca de ideias e, quanto mais diferentes forem as pessoas, mais ideias aparecem.

Faça networking

Conhecer pessoas é muito importante, e serve para aprofundar relações com clientes e possíveis clientes, fortalecer a marca ou tornar conhecida uma ideia de negócio, fechar parcerias, desenvolver a carreira ou aumentar a visibilidade do próprio empreendedor. Eventos como o Startup Summit são essenciais e potencializam as oportunidades por reunir desde startups até investidores e participantes internacionais.