Cinco atitudes que não podem faltar no planejamento do seu negócio

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Consultor elenca dicas fundamentais para que empreendedores atinjam o ponto de equilíbrio entre o estudo constante e a execução das ações em suas empresas

Abrir mão da carteira assinada para se aventurar no próprio negócio é uma realidade crescente no Brasil. Só no primeiro semestre de 2018, mais de 1 milhão de novas empresas foram criadas no país, de acordo com o Serasa Experian. O número é oito vezes maior que o registrado em 2010, por exemplo. Neste novo cenário, saber planejar as ações para conquistar o sonhado sucesso no mundo dos negócios nem sempre é fácil. O consultor empresarial e palestrante Roberto Vilela acompanha diariamente empresas que buscam se fortalecer no mercado e, para isso, criam planejamentos estruturados em busca de sucesso. O executivo lista cinco destas ações que fazem a diferença na vida dos empreendedores:

1 – Empresa familiar: tradição X inovação e a falha no estudo da história

De acordo com o IBGE, 90% das empresas brasileiras são familiares. Nestes negócios, que tradicionalmente são passados de pai para filho, um dos erros mais comuns é a crença de que a tradição deve sempre se sobressair. “Pelo contrário: valorizar a história de empreendedorismo está diretamente ligado a preocupação em manter o sucesso do empreendimento. Para isso, rever o planejamento estratégico de tempos em tempos é imprescindível. Destaco, portanto, que a primeira atitude no planejamento deve ser o estudo do que deu certo ou errado anteriormente para, a partir daí se investir em inovação. Use esse histórico a seu favor e saia na frente sabendo o que já foi feito e quais os erros e acertos das gerações anteriores”, aconselha Roberto.

2 – Negócio legal

Você conhece todas as implicações jurídicas que envolvem a abertura de um negócio, a entrada de uma empresa no comércio exterior ou o lançamento de um novo produto? Quais os impactos de uma campanha que não seja pautada em normas legais relacionadas ao seu negócio? “Antes de colocar em prática aquela ideia que parece genial, pesquise também estas questões. Se possível, conte com apoio de uma consultoria jurídica, mas não lance nada que, de alguma forma, pareça nebuloso. Por menor que seja, o impacto de uma lei não cumprida ou de uma multa em relação ao descumprimento da legislação pode afetar sua empresa de forma irreversível”, aconselha o consultor.

3 – Olhar em longo prazo

Saber o que vai acontecer nos próximos meses não é apenas importante, mas a obrigação de qualquer empreendedor quando se fala em planejamento. “O que eu sempre aconselho é que este olhar seja ampliado. Pense no que você quer para os próximos anos e tenha assim uma visão macro do que precisará fazer para chegar lá. Quando pensamos somente em curto prazo é comum que acabemos apenas apagando incêndios, sem conseguir canalizar energia para um crescimento sustentável do negócio”, afirma.

4 – Conte com apoio profissional

Para Roberto, o planejamento empresarial deve ser a base de qualquer empresa. “Se você pretende ter um direcionamento robusto, busque uma consultoria. Um profissional não ligado à sua empresa não terá aquela ligação romântica com o empreendimento e poderá trazer uma visão mais realista do mercado. Fica mais fácil ter os pés no chão com este apoio”, comenta.

5 – Não tenha medo voltar atrás

O dinamismo do mercado é uma realidade e não há vergonha nenhuma em ter que acertar o leme com o barco em plena navegação. “Por este motivo é importante que você tenha seu planejamento bem documentado e que ele seja revisto com frequência. Isso garante que, na hipótese de mudanças estarem impactando a saúde financeira da sua empresa, você tomará as rédeas da situação a tempo, podendo calcular melhor as próximas ações”, conclui o consultor.

Roberto Vilela, consultor empresarial e palestrante

 

FONTE: INFORMAÇÃO E FORMAÇÃO DE EMPREENDEDOR

Últimas Notícias

11 Outubro 2019
11 Outubro 2019
Você acredita que pode aprimorar as suas habilidades?

Cálculos Financeiros

Oferecimento
I n v e s t i n g . c o m

Fibonacci

Pip

Pivot

Margem

Lucro

Câmbio



Representante, entre aqui!