Tipos de Investimentos Financeiros

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Resultado de imagem para cofrinho pngExistem diferentes tipos de investimentos disponíveis no mercado financeiro, que podem ser classificados conforme o perfil de quem deseja investir.

Para isso, é preciso considerar que existem duas classificações principais que se encaixam os investimentos:

  • Renda fixa: são investimentos em que os rendimentos são conhecidos desde o início, por um indexador, como é o caso da tradicional poupança.
  • Renda variável: são investimentos em que seus rendimentos serão incertos quando aplicado o capital, como ao se adquirirem ações de uma empresa.

Considerando estas duas classificações é possível perceber que a renda fixa é mais segura e feita para investidores mais conservadores, enquanto os de renda variável para investidores que se arriscam mais.

Investimentos em renda fixa

  • Caderneta de poupança

A poupança é um investimento simples em que uma taxa de remuneração mensal é aplicada sobre o capital investido. Pode ser feito em qualquer agência bancária, através de uma conta.

  • CDB - Certificado de Depósito Bancário

Os CDBs são emitidos pelos bancos como uma forma de arrecadar fundos, em troca de uma remuneração ao investidor.

O investimento é feito sob consulta em agências bancárias, sendo notável que instituições menores, oferecem taxas de juros maiores, o que oferece maior rendimento a quem aplica.

  • RDB - Recibo de Depósito Bancário

Os RDBs funcionam de maneira semelhante aos CDBs, com a diferença de que neste não é possível retirar o dinheiro investido antes do tempo.

  • LCI - Letra de Crédito Imobiliário

As LCIs são investimentos angariados pelos bancos, em que o capital se destina ao setor imobiliário, tornando-se mais uma oportunidade de investimento.

  • LCA - Letra de Crédito do Agronegócio

As LCAs se aplicam da mesma maneira que as LCIs, com a diferença de que a instituição financeira irá destinar o capital para fundos do agronegócio.

Diferente dos CDBs, estas Letras de Crédito não possuem incidência de Imposto de Renda, o que pode ser mais vantajoso, dependendo das taxas de rentabilidades.

  • LC - Letra de Câmbio

As Letras de Câmbio são títulos de créditos oferecidos em diferentes partes do mercado, que funciona como uma forma de empréstimo a consumidores.

Por outro lado, existe a arrecadação de fundos por parte das financeiras, que oferecem boas rentabilidades para quem investe.

  • Tesouro Direto

Os investimentos em Tesouro é uma forma de arrecadação de fundos praticada pelo governo, através de títulos públicos.

A rentabilidade destes títulos podem estar atreladas à inflação, por meio do IPCA, à taxa básica de juros Selic ou em uma taxa prefixada.

  • Fundos de investimento

Os fundos de investimentos são meios coletivos de aplicações, que podem ser considerados de renda fixa quando se destinam a aplicações mais conservadoras, como os CDBs, por exemplo.

Após aplicados, os fundos ficam a cargo de um gestor que utiliza estratégias de investimentos, e no caso dos fundos de renda fixa, a maior parte do capital é aplicado onde o rendimento é fixado.

  • Debêntures

As debêntures é a forma como as companhias arrecadam fundos de investidores, como uma forma de empréstimo, em um capital que é utilizado em suas atividades.

Estes títulos de dívidas são emitidos diretamente pelas empresas, que remuneram os juros para o investimento.

  • COE - Certificado de Operações Estruturadas

O COE é um tipo de investimento financeiro que combina produtos de renda fixa com os de renda variável.

Este funciona como os fundos de investimentos, com a vantagem de que o imposto de renda é cobrado somente no resgate do capital, pela tabela regressiva.

Investimentos em renda variável

  • Ações

As ações são um dos investimentos mais conhecidos da renda variável. Por ela, o investidor adquire parte do capital de uma empresa onde se torna um acionista, recebendo em troca partes do lucro do período.

O investimento em ações acontece na bolsa de valores, através de corretoras, que comercializam ações de empresas de capital aberto. Também é possível adquirir ações de capital fechado diretamente com a empresa, o que é algo mais difícil de acontecer.

  • Fundos de ações

Uma outra forma de investir em ações é através de Fundos de investimentos, onde é possível adquirir ações de diferentes empresas de uma maneira mais simplificada.

O investimento em fundos de ações é feito por corretoras, onde o capital é aplicado e administrado por gestores.

  • Fundos multimercados

Nestes fundos o investimento é mais amplo, operado entre diferentes tipos de ativos ao mesmo tempo, sejam por ações, investimentos em renda fixa, derivativos, moedas estrangeiras, entre outros.

O capital é administrado pelas corretoras, que formulam diferentes tipos de estratégias para o rendimento do investidor.

  • Fundos imobiliários

O fundo imobiliário destina o capital investido ao mercado imobiliário, comercializado através de cotas pelos imóveis disponíveis no fundo.

Uma das vantagens está na isenção de imposto de renda pelos rendimentos que o investimento gera durante o tempo.

  • Derivativos

No mercado de derivativos existem diferentes produtos financeiros que "derivam", em seus rendimentos, de outros produtos, como o mercado de opções de câmbio em dólar, que variam com a variação das cotações da moeda internacional.

Uma grande parte deste mercado está presente na Bovespa, a bolsa de São Paulo, que reúne investidores que procuram operações de proteção, conhecidas como hegde.

 

Fonte: Dicionário Financeiro

Investidores On-line

Temos 1626 empreendedores e Nenhum membro online

Índices Financeiros

Em tempo real.
I n v e s t i n g . c o m

Bolsas de Valores
Commodities
Principais Ações
Resultados Divulgados

Cotação Real (R$)
Criptomoedas

Calendário Econômico
Em que mídia publicitária você mais investe?

Cálculos Financeiros

Oferecimento
I n v e s t i n g . c o m

Fibonacci

Pip

Pivot

Margem

Lucro

Câmbio



Representante, entre aqui!