Quais São Principais Tributos de uma Empresa?

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Resultado de imagem para tributos icon pngO que mais assusta o pequeno empresário e também o aspirante a empreendedor é a própria legislação tributária brasileira. Sim! Os principais tributos de uma empresa.

No cenário atual, os impostos, as taxas e as contribuições, constituem, cada vez mais, um fator importante na administração de uma empresa, sela ela de grande, médio ou pequeno porte.

Foi pensando nisso que decidimos ajudar você a entender um pouco mais sobre os principais tributos de uma empresa e a legislação brasileira. Confira!

Mas antes de entrar direto no assunto, é preciso identificar os regimes tributários no Brasil:

Quais são os regimes tributários?

  • Simples Nacional

O Simples Nacional é uma opção tributária para as empresas que faturam até R$3,6 milhões por ano e não desenvolvem atividades impeditivas para esse perfil.

A Alíquota de arrecadação é definida de acordo com o faturamento da empresa, e fica entre 16 e 22%.

  • Lucro Presumido

O Lucro Presumido é para as empresas que faturam até R$78 milhões por ano. No qual a margem de lucro utilizada para fins de cálculo de impostos é pré-definida pela legislação, de acordo com a atividade realizada.

Por exemplo: No comercial, a margem de lucro presumido é de 8 % da receita bruta. Mesmo que a empresa tenha obtido uma margem de lucro maior, a tributação recairá apenas sobre a margem pré-fixada. Os outros impostos, porém, são calculados separadamente, de acordo com a movimentação financeira da empresa.

  • Lucro Real

Esta opção de tributação é para as empresas que faturam até R$78 milhões por ano, mas é obrigatória para as que movimentam acima desse valor. Ao escolher este regime, o empreendedor deverá calcular o IRPJ e a CSLL sobre o lucro efetivamente auferido.

Sendo assim, se não existir uma margem de lucro presumida e se a empresa apurar prejuízos ao longo do ano, ela ficará dispensada do recolhimento desses tributos.

Quais são os principais tributos de uma empresa de pequeno porte?

Separamos aqui, os principais tributos de uma empresa de pequeno porte para ajudar empreendedores e aspirantes a empreender.

  • O que é IRPJ?

O IRPJ (Imposto de Renda da Pessoa Jurídica, assim como o da pessoa física (IR), é calculado de acordo com o faturamento da empresa. As alíquotas também variam dependendo do regime de tributação.

  • O que é CSLL?

O CSLL é a contribuição do empregador para a Seguridade Social e é calculado de acordo com o regime tributário escolhido para o recolhimento do IRPJ.

  • O que é PIS?

O Programa de Integração Social (PIS), trata-se de outra contribuição para a Seguridade Social. Neste caso, a alíquota de recolhimento varia de 0,65% (para micro e pequenas empresas) a 1,65% (para empresas pelo Lucro Real).

  • O que é COFINS?

A Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (COFINS) é uma contribuição previdenciária, calculada sobre as receitas da empresa. Para os optantes pelo Simples Nacional, a alíquota é de 3%, e já vem embutida no pagamento único; para os demais é de 7,6%.

  • O que é CPP?

A Contribuição Previdenciária Patronal (CPP) é outra contribuição do empregador para o INSS. Para o empreendedor optante pelo Simples Nacional, ela já vem embutida na alíquota paga de acordo com a atividade realizada. Já para os outros modelos de tributação, ela é calculada sobre a folha de pagamento.

  • O que é IPI?

O Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) é um imposto federal que incide sobre os produtos industrializados, nacionais e estrangeiros. Este é apurado até o 25º dia do mês subsequente à ocorrência do fato gerador. No caso de bebidas e cigarros, esse prazo é reduzido até o 10º dia.

  • O que é ICMS?

O Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços, é um imposto estadual faturado quando há movimentações de mercadoria. A alíquota varia de acordo com o estado e cada um deles possui sua própria tabela e lista de serviços isentos.

  • O que é ISS?

O Imposto sobre serviços de qualquer natureza, ou ISS, é um tributo de uma empresa aplicada para prestadores de serviço, varia de 2 a 5% do valor do serviço prestado.

A área de planejamento tributário pode parecer complicada, e é por isso que é importante que o gestor, mesmo de pequenas empresas, busque a ajuda de profissionais para não comprometer seu faturamento pagando tributos excedentes.

Tudo fica funcional quando desde a abertura da empresa seja feito planejamentos não só tributários, mas também gerenciais. Uma empresa precisa estar integrada em todas as áreas das empresas.

Por isso separamos aqui, dicas para começar a realizar um planejamento estratégico eficiente no seu negócio.

Como realizar um planejamento estratégico no meu negócio?

Seu escritório tem suas próprias normas de equipe e distrações, tornando-se um dos piores lugares para efetivamente realizar um retiro de planejamento estratégico. Como uma prática recomendada, é ótimo realizar planos regulares de planejamento de equipe.

Isso não significa necessariamente um retiro de equipe para Las Vegas. Isso poderia ser literalmente um dia em uma sala de conferência de um hotel ou em um escritório de investidores.

A chave é um novo ambiente. Cabeças claras e sem distrações são ótimas para conversas verdadeiras, avaliação e elaboração efetiva de planos.

Como evitar erros no planejamento estratégico da minha empresa?

Agora que você já sabe como reavaliar ou até mesmo desenvolver um novo planejamento estratégico é fundamental que você não comenta erros desnecessários, por isso listei abaixo os erros mais comuns de um plano de negócios. Confira!

Seu plano de negócios é um roteiro. Use-o para orientar o seu negócio longe dos inevitáveis buracos e becos sem saída.

Como colocar meu plano estratégico em prática?

Acreditando demais em seu plano! Planejar um negócio não significa que está o executando em seu negócio. As indústrias mudam e as empresas têm que girar. Não deixe a administração do plano de negócios impedir a execução e a atuação sobre a oportunidade.

Agora que você já sabe os erros que não devem ser cometidos dentro da sua empresa, avalie a necessidade de adquirir um novo sistema de gestão para ajudar sua empresa nesta nova fase de planejamento estratégico e financeiro.

 

Fonte: E-Contab

Últimas Notícias



Representante, entre aqui!