Invista na Verdade e na Transparência do seu Negócio

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Alguns empresários buscam diariamente respostas do motivo pelo qual os clientes visitam sua loja física ou virtual e não compram.

Por que não há uma taxa de conversão interessante? Em último caso, os empresários tentam encontrar respostas também pela falta de sucesso nas tentativas de atrair novos clientes.

Várias empresas alcançam o chamado “sucesso” nas suas ações de mercado, enquanto outras investem, em alguns casos, até mais tempo e dinheiro e, mesmo assim, não chegam a resultados satisfatórios.

 

Seja honesto nas vendas

De maneira bem simples e didática, podemos definir congruência ou coerência como a capacidade do sujeito de "dizer o que é e ser o que diz". Quanto mais somos capazes de exercitar a congruência, mais conseguimos conquistar a confiança e a admiração das pessoas.

Como exemplo, podemos citar alguns líderes Mahatma Gandhi, Madre Tereza de Calcutá, Jesus Cristo, Nelson Mandela e muitos outros que entraram para a história. Se observarmos o que eles têm em comum, certamente identificaremos a congruência.

Eles, de fato, praticavam o que diziam, e isso fez com que conquistassem a credibilidade das pessoas em todo o mundo. O mesmo ocorre com as organizações. Aquelas que são capazes de se posicionar no mercado, ou seja, sabem quem são e para quem existem, conseguem transparecer em suas ações de marketing seu posicionamento de maneira clara e coerente, são as que têm tido os melhores resultados.

Carl Rogers (1971) traz, em um dos seus livros, que as relações interpessoais podem ser facilitadas com a congruência entre a experiência, a consciência e a comunicação. Fazendo uma análise mais simples, podemos dizer que as relações serão mais saudáveis se sempre que formos comunicar o que queremos isso acontecer de fato em sintonia com o que pensamos e sentimos.

Quando não tentamos disfarçar nem mostrar outra coisa, geramos um efeito positivo no receptor da nossa mensagem e, mesmo sem concordar, ele percebe que acreditamos naquilo que está sendo dito. Esse fato gera uma empatia nas pessoas e é um grande passo para facilitar as relações.

Coloque-se como cliente: quantas vezes você já desistiu de fechar um negócio por achar que a pessoa não estava sendo sincera? Ou por sentir que poderia estar sendo enganado? Da mesma forma, a sensação de confiança do seu cliente em você e no seu negócio pode ser decisiva para o fechamento das vendas.

 

Começar Bem - Clientes

Valorizar a clientela é um passo essencial. Com um bom atendimento, o cliente fica satisfeito e sua empresa tem mais chances de crescer.

 

Ações de marketing

Podemos fazer um paralelo da teoria de Carls Rogers com as ações de mercado praticadas pelas micro e pequenas empresas. Em vários momentos percebemos que as empresas não alinham o seu Mix de Marketing e, com isso, não conseguem convencer os seus clientes. O Mix de Marketing, ou 4Ps (produto, preço, praça e promoção), como são conhecidos, é uma importante forma de organizar, comunicar e entregar algo ao mercado.

Se as empresas realizarem seus esforços do Mix de Marketing de forma verdadeira e honesta, a consequência será uma maior identificação e empatia com seu cliente. E isso proporcionará um melhor relacionamento com o cliente e, por consequência, o aumento de vendas. 

Imagine a situação: um cliente tenta comprar um produto em uma empresa que garante vender mais barato e cobrir os preços da concorrência. O anúncio dizia que eles cobririam qualquer preço. Como já havia pesquisado bem o produto que desejava, o cliente entrou na loja, certo de que era só uma questão de “quanto mais barato eles fariam e acertar a forma de pagamento”. Após iniciar a conversa com o vendedor, foi informado que preços da internet não faziam parte da negociação. Ainda tentou argumentar, mas não obteve sucesso.

Partindo para uma análise um pouco mais detalhada, é possível identificar que a empresa tinha o produto que atendia bem o cliente, a estrutura da loja estava adequada com pessoas atenciosas dispostas a ajudar, o preço não seria um problema, pois ele seria avaliado, se a loja cumprisse o prometido, mas a comunicação não foi verdadeira.

Na hora de informar aos clientes que cobririam tudo, eles deixaram de informar que isso era uma regra que só valia para lojas físicas. De forma planejada ou não, a comunicação errada resultou na perda de tempo dos funcionários e do cliente, além de ter gerado um desconforto grande, pois parecia que o cliente era o errado da história. Não é difícil imaginar o final da história: o cliente acabou comprando em outra loja.

E onde queremos chegar com esse exemplo? Ora, se a empresa tivesse sido congruente, informando as reais condições de cobertura de preços, os clientes não se sentiriam enganados e não perderiam seu tempo. Ela teve sucesso em atrair, mas sua falta de congruência acabou desconstruindo a imagem positiva que havia criado.

 

A verdade importa

E aí, já consegue responder à pergunta se vale a pena ser transparente ou congruente com seus clientes? Não há dúvidas em afirmar que sim. Falando a verdade em todas as mídias utilizadas, certamente a empresa atrairá de forma mais assertiva e eficiente o seu real cliente. 

 

 

Fonte: S ebrae

Últimas Notícias

A sua melhor estratégia foca em:

Cálculos Financeiros

Oferecimento
I n v e s t i n g . c o m

Fibonacci

Pip

Pivot

Margem

Lucro

Câmbio



Representante, entre aqui!