2018 Será o Ano das Moedas Digitais, Afirma Especialista

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O mercado das moedas digitais - as criptomoedas - registrou números que chamaram a atenção de muitos investidores em 2017. Só no primeiro semestre do ano passado foram movimentados cerca de US$ 100 bilhões em todo o mundo. No Brasil, esse número chegou aos R$ 90 milhões. Com esse mercado aquecido, acredita-se que 2018 seja o ano das moedas digitais. 

Rafael Narezzi é especialista em cibersegurança da 4CyberSec e atua mais especialmente com o setor financeiro, no qual a segurança dos dados é primordial. Para ele, o mercado das moedas digitais possui grandes diferencias, por isso muitos querem estar dentro. “A demanda só aumenta e prevemos cerca de 140 milhões de novos usuários em 2018. O mundo passou a aderir esse sistema financeiro, no qual podemos trocar valores globalmente sem depender de bancos, de forma ainda mais segura e com melhor eficiência na transação”, explica.

Além da valorização da moeda, que cresce disparadamente, outros fatores que atraem interessados é a transferência de valores sem a dependência de humanos, ou seja, a automatização de um “sistema financeiro”. No entanto, como tudo o que é novo há coisas a serem estudadas e melhoras. Rafael Narezzi ressalta que se trata de um mercado não regulado, por isso é preciso saber como investir sem evitar perdas e maiores danos. 

A Blockchain é uma tecnologia que visa a descentralização como medida de segurança, mesmo assim o especialista ressalta que sempre há riscos que podem ser evitados. A primeira medida e mais importante é saber realmente no quê está mexendo: “Para aprender sobre o mercado, você deve começar estudando cada moeda. Leia, pesquise e veja se essa moeda tem algum diferencial no qual vale investir. Procure saber por que certa moeda e melhor que outras, ou até mesmo quais são as moedas com menores riscos. É necessário ter disciplina e ter consciência para investir em algo não regulado. Assim é possível lucrar bastante”.

Outra dica indispensável é aprender como ficar mais seguro e evitar que hackers roubem dinheiro da sua carteira digital. Se por algum motivo perder suas palavras-chave ou chave primaria, também perderá a sua carteira e todo o dinheiro que ela possui. Cada carteira oferece uma interface para enviar e receber dinheiro e um conceito de seguranca, a grande maioria oferece SEED - 12 palavras que formam sua chave primaria e chave publica.

 

“Para não ficar confuso, a chave pública (seria sua conta bancária) - essa você pode fornecer para todos. Através dela é que você será pago, ou poderá enviar e receber dinheiro. A chave primaria é sua carteira com todos os direitos a ela e somente com a chave primaria sua carteira pode ser usada ou restaurada em outro aplicativo ou dispositivo, PC e etc...”.

Confira algumas dicas de segurança para ingressar no mercado das moedas digitais:

 

1 – Instale um antivirus e um antimalware

2 – Ative dois fatores de authenticaion. Todas as operadoras de moeda digital oferecem isso.

3 – Conheça e se adapte a conceitos de chave privade, SEEDS , carteria, principalmente se você não quiser mandar dinheiro para a carteira errada. Fique muito atento, não há como voltar atrás em casos de erro. Uma vez o dinheiro saiu da sua carteira ele não volta.

4 – Quando estiver viajando ou fora de casa, use uma VPN, para evitar um ataque por conta de um wifi público.

5 – Cheque atentamente sempre os e-mails e não saia clicando em todos quando faz transações financeiras. Geralmente, algumas operadoras pedem confirmação via clique de alguma transação.

6 – Mantenha a senha do seu e-mail segura e, se possível, também habilite o factor de dual authentication, e tenha uma senha, de preferência, segura e com um grau de dificuldade elevado.

7 – Tenha um plano de ação para o caso de perder o seu mobile

8 – Caso perca o seu celular, desconsidere usar a mesma chave privada ou seeds, pois não vai querer alguém olhando sua carteira ou tirando o dinheiro dela.

9 – Não mantenha salvo seu login e password em sessões. Use e, após isso, faça sempre o logoff. Nunca deixe sua senha salva em navegadores.

10 – Caso tenha valores altos, prefira opções de carteiras digitais HARDWARES, tipo a USB Ledger ou Trezor.

11 – Verifique se a fonte de onde esta comprando a moeda e válida. Muitas pessoas estão vendendo como empresas. Procure saber mais informações e suas referências.

12 - Lembre-se que toda vez que abrir o cadastro, irá submeter arquivos confidencias como documentos, e alguns provedores usam como verificação de documentos somente dispondo os documentos logo em seguida.

13 – Fazer compras online usando moedas digitais já é possível, porém cuidado: por se tratar de uma moeda não regulamentada, alguns sites abusam e não enviam o produto, já que não haverá como reclamar.